terça-feira, 14 de junho de 2011

Violência contra mulher!!!



       Coisas que me metem medo.

As coisas que mais me metem medo são três:
·     Violência
·     Aborto
·     Morte

A violência covarde, de quem ataca uma pessoa indefesa. A violência que gera seres decapitados, mutilados; nessa nossa sociedade hipócrita e cheia de falsos moralismos, cheia de meias verdades. Uma violência silenciosa e apavorante. Pessoas que se acham superiores a “tudo” e que não percebem que estão cavando o próprio buraco de suas sepulturas. Violência de quem segura uma pessoa para que a outra bata. Violência de quem é dissimulado o bastante para enganar uma família inteira, com o único intuito de ser “superstar”, um alpinista social... uma pessoa que não é corajosa o bastante para assumir verdades.
Já o aborto me apavora por ser igualmente covarde, o aborto consentido, claro. Me deixa extremamente apavorada uma “mãe” que é capaz de assassinar alguém tão indefeso, tão incapaz. E não me convence nem um pouco, isso de dizer: "Ah, um aborto necessário"... por “enes” motivos... Em minha opinião nada justifica matar um bebê, ainda que muitos não o considerem, ainda um bebê... E, talvez essa opinião tão intransigente seja pelo fato de que eu não possa ter filhos. Mas, me sito tão indefesa quanto os fetos em gestação; eles, não podem se defender e, eu, não posso defendê-los.

Sabe? Achar que se tem a razão não te dá o direito de agir por conta própria. Pois, pode ser que a sua “razão” não seja exatamente a certa, né?
E a morte? Essa me apavora por um trauma de infância em que eu vi meu irmãozinho sendo enterrado. E, por ninguém ter me explicado o que  era a morte, eu achei que ele ia sufocar lá em baixo daquele montão de terra. E, desde essa época, guardo o medo de sufocar também. 
Na violência contra as mulheres, o que mais me espanta é que pessoas que deveriam ser idoneas e neutras(por fazerem parte dos que fazem a lei acontecer), são as mesmas que mesmo não presenciando as cenas de violência, se apresentem como "testemunhas".  E, temtam coajir a pessoa que sofrera a maior violência e a mais aterrorizante, além da física (claro)... a violência psicológica, construída através da dissimulação, mentira e hipocrisia!
Esses meus dilemas, me levam a crer que: a mola que impulsiona meus medos é a “covardia”. Pois nos primeiros casos, é a covardia dos que a praticam. E no terceiro, à minha própria covardia! Mas no caso, a minha covardia, só faz mal a mim mesma. Então, o que fazer como os covardes que gostam de segurar mulheres para apanhar? Eu pergunto-lhes, meio que revoltada com tanta falta de carater e apavorada com a decepção... lei Maria da Penha nele. Estou errada doutora Ancila?

 Está é a Doutora Ancila Zanol. Mulher de fibra e que é pioneira na defesa da mulher, na defesa dos indefesos. Desculpe o trocadilho, mas homem com ela, fica pianinho...
Veja a reportagem dela no ViaES.

Doutora Ancila Zanol
Um dos motivos para o aumento da violência contra mulheres pelos seus companheiros,
foi a saída das mesmas para o mercado de trabalho. “O homem pensa que pode tudo, pode sair, ele pode fazer o que quer e a mulher não. A mulher tem que ser aquela que ele idealizou, ou vai pelo amor ou vai pelo tapa. Algumas mulheres não denunciam por medo de passar fome, não ter onde morar e devido algumas dessas mulheres terem conquistado a independência, o número de ocorrências de agressão aumentou.

Antes, a mulher ficava em casa, sob o domínio do marido hoje, com essa necessidade da mulher trabalhar fora, os homens que não aceitam, partem para a violência, ou seja, um relacionamento doentio”, relatou a doutora.

O agressor, Jorge Monteiro Filho encontra-se detido e pode pegar de 6 à 30 anos de prisão.

Em Cachoeiro, ocorrências que relatam agressões físicas contra a mulher, em média são 250 à 300 por mês.

Reportagem: Adriana Barbosa

\fonte aqui Ó

2 comentários:

  1. Olá,
    Venho convidar-lhe para o meu post do dia 15 onde participamos um número considerável na BCFV em que debateremos a JUVENTUDE...
    Participe vc também!!!
    Seja sempre muito bem vindo(a)!!!
    Bjs de paz

    ResponderExcluir
  2. Oi Lya, boa noite.
    É Lya, é preciso semear denúncias, para conter o nº alarmante de violências.
    É preciso também fortalecer os valores famíliares. Acredito que quase sempre repetimos o que vivenciamos.
    Abraços carinhosos de
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics