sábado, 18 de dezembro de 2010

Amor Dom do Tempo - Poesias

O amor, transformado em flor,
Não pode murchar com o tempo.
Pois, em um coração que carrega dor,
O amor deve ser um exemplo.

Quando se ama, não se traduz,
A amargura dos anos.
Que ao envelhecer produz,
Muitas mudanças de plano.

Ao doar-se a alguém,
Não pense nunca no tempo.
Ame, pois muito porém,
Não se esqueça de ver nele um templo.

Um templo de amor fraterno,
Que com o tempo não vá morrer.
Mas que se tornará eterno,
Se um dos dois vir a perecer.





7 comentários:

  1. Que lindo amiga!Adorei!
    Um grande beijo e ótimo final de semana.

    Simone Souza

    ResponderExcluir
  2. Obrigada amigas. Lindo fim de semana para você também Simone, bjs

    ResponderExcluir
  3. " Guardo-te num terno entardecer
    Que vejo da janela do meu coração.
    Os ventos trazem teu perfume.
    O silêncio ...
    Uma saudade que não cala. "

    ( Bruno de Paula )

    Feliz Domingo....Beijos meus! M@ria

    ResponderExcluir
  4. Olá Lya!!

    Que lindo seu blog! E suas palavras mais ainda...

    Obrigada pela visita e palavras deixadas lá!

    Grande beijo é linda semana para vc!

    Ξ ѕ t є я ツ

    ResponderExcluir
  5. As festas natalinas chegaram e mais do que nunca é hora de falarmos de paz, de vivermos em plenitude a mensagem de Cristo; Natal é sinônimo de família, de união de aproximação das pessoas,e quando essas pessoas se sentem próximas é sinal que o sentido do Natal se realizou. Tenha um lindo e abençoado Natal. Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Maria, Ester, Marilu, Maria.
    Que versos lindos Maria esses do Bruno, amei.
    Muito obrigad Marilu igualmente para ti também, um abençoado Natal.

    ResponderExcluir

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics