sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mãe - Texto

foto:Lya Lukka



FELIZ DIA DAS MÃES!!!


Gostaria fazer uma singela homenagem às mães. Mas... estive pensando de que tipo de mãe iria falar? Então... pergunto a vocês. Será que mãe tem “tipo”? Na verdade penso que não. Pois mãe é doação, amor, ternura... porém, percebo que podemos encontrar o amor de mãe, Também em algumas mulheres que não puderam geraram um bebe ou que ainda não geraram. Percebo nessas mulheres qualidades iguais as das mães. E por isso decidi homenagear também as mães “especiais”. Ah, mas especiais são todas as mães! Não são? E todas sabem exatamente a força que tem essa palavrinha de três letras. Por isso hoje chamarei de mães não só vocês que já geraram os seu queridos e amados bebês, mas também toda mulher que antes mesmo de gerar em seus ventres, já havia gerado em seus corações: netos, sobrinhos, afilhados, ou... bebes enviados por Deus a elas! Essas mães, são muitas vezes, vovós que de novo cuidam de seus netos; tias que protegem e cuidam dos sobrinhos... E elas, muitas vezes são mães mais que perfeitas. Mulheres que cuidam de crianças que ficarão órfãs. Seja de pais mortos ou vivos. Mulheres que dedicam todo seu amor a filhos gerados no mais profundo de seus corações e que sabem exatamente o que é ser MÃE!
-A sua benção mãezinha.
-Deus te abençoe minha filha.
-Eu te amo mãe!
-Também te amo filha. Deus te abençoe.
- Sabe mãe, hoje eu te peguei ajoelhada conversando com Deus. E você o agradecia pela benção de lhe ter dado filhos tão perfeitos e bons para alegrar o seu coração.
- Sabe mãezinha, desde pequena você cuida de mim. Em seu colo aconchegante eu era acalentada, e, a batida de seu coração era minha mais linda cantiga de ninar. E, é muito triste pensar que muitas crianças não tem uma mãe para lhe cuidar, lhe amar.
- Mas... sabe mãe você é a maior benção que alguém pode ter. Eu já estou crescida, já aprendi a falar, andar, já namorei e me casei e lhe dei lindos netos. Mas sei que ainda sou o seu bebê. Obrigada mãezinha pelas noites mal dormidas causadas pelas dores de garganta, ouvido, pelas cólicas.
Lembro me que muitas vezes para me fazer feliz você até virou menina outra vez. E muitas e muitas vezes, rolou comigo entre os meus brinquedos. E eu aprendi que o melhor presente, o mais especial que ganhei na vida, me foi dado por Deus... e esse presente é VOCÊ...
Peço sempre a Deus para lhe proteger, pois sem ti mãezinha querida eu não teria a abençoada oportunidade de ter um lar e de sentir o sabor açucarado de seus carinhos, de seus doces, seus bolos, seus sonhos...


Obrigado mãezinha, pois sei que muito antes de me ter gerado em seu ventre, ou se não pode me gerar em seu ventre., eu sei mãezinha que você me gerou em seu coração. Você me quis pra ser tua filhinha(o)!
As mães podem ser de todas as raças, credos e cores: amarelas, brancas, negras... Amarelas tal qual o brilho do sol, aquecem e iluminam. Brancas feito a maciez da neve, que transmitem paz e candura. Negras como o mistério acolhedor da noite que encanta, nos fascina, nos faz ter vontade de sonhar.
Podem ser elas biológicas ou adotivas. Nas biológicas, cresce-se antes na barriga. Nas mães adotivas, cresce-se permanentemente no coração.
São elas: Anas e Marias; Rosas e Patrícias; Terezas e Madalenas; Célias ou Helenas... Mônicas... ou Iracis...
São elas mulheres! Elas são mães!
São elas geradoras de vida nova! E, tendo ou não a capacidade de gerar, elas, que verdadeiramente são MÂES e que geraram seus filhos no mais profundo de seus corações, antes mesmo da concepção... E que assim como Maria, a mãe de Jesus, disseram seu SIM. Pois um colo de MÃE é sempre feito de ternura, de “algodão doce” onde os filhos dormem profundamente!...
Deus te abençoe mãezinha!



3 comentários:

  1. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE
    LYA


    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

    José
    ramón...

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada! Fico muito feliz por estar me seguindo, agradeço imensamente, e desejo que continua a me visitar sempre e que possamos ser amigos, pois para mim a amizade é muito importante e deve ser sempre cultivada na alma e no coração de pessoas que se admiram, querem se conhecer e ser um bom amigo. Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Olá...!

    Sabes...? O meu blog conta já com um ano...! E para a ocasião escrevi algo que também é para ti... e, de passagem, podes ver que há um selo que podes levar, se assim o quiseres... Pois, como o seu nome indica, serve para "selar" este vínculo que nos uniu neste tempo transcorrido..., isso me encantaria..., e faria completo este festejo e a minha alegria...!
    Ou se não..., ofereço-te uma flor de Ceibo que é a flor do meu país: Argentina.

    Obrigado pela tua presença...!

    Cumprimentos,

    SERGIO.

    ResponderExcluir

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics