sábado, 12 de fevereiro de 2011

Sou simples assim.

Boa Tarde!
Assim  sou eu:
Simplesmente simples.
Claro que, tenho meu lado "sombrio" rsrs
Meu lado solitário e muitas vezes até um "q" de nervos a flor da pele.
Mas, não somos todos assim?
Aprendemos com o tempo e com nossos erros.
Aprendemos a dar valor ao que realmente tem valor. Aprendemos a distinguir entre o certo é o que "desejamos".
Aprendemos a sorrir de nossa quedas  e fracassos.
Aprendemos a lidar e conhecer as pessoas, exatamente como são.
Por mais que alguém esconda seu caráter, seu "eu"... um dia, a casa cai, não é mesmo?
Um dia tudo fica as claras, pois não há escuridão que não se dissipe com a luz!
Hoje senti desejo de falar de mim, não que eu seja alguém diferente ou extraordinária. Não sou. E exatamente isso que me motivou a falar sobre o que penso que sou. rsrs Bom não sei se minha avaliação é correta, mas enfim, é o que penso de mim.
Sou como qualquer um de vocês:
Uma mulher cheia de problemas e dias terríveis que dariam um livro kkkkkkkkk...
Uma mulher que tem sonhos e pesadelos...
Uma mulher sensível e ao mesmo tempo forte, lutadora.
Uma mulher que muitas vezes enfrenta seus fantasmas.
Mas que em muitas outras, foge deles ou finge não vê-los
Ou em outras tantas os cria do nada assim...
Isso mesmo, vê fantasmas em todas as partes rsrs
Bom, porém sou extremamente simples e gosto disso.
Não que eu não gostaria de ter mordomias, de fazer viagens maravilhosas, de conhecer terras diferentes, ampliando assim meus conhecimentos etecetera e tal.
Mas, é que apesar de até sonhar com as coisas que eu não posso ter, eu não fico a morrer de inveja das pessoas que podem.
Muito pelo contrario eu, tiro sempre proveito daquilo que eu posso ter. E aproveito a minha simplicidade para ser feliz.
Não quero chateá-los muito, por isso vou parando por aqui, se não acabo escrevendo mesmo um livro!
Vou postar uma coisa bem simples do meu cotidiano e que me dá enorme prazer.
Tenho uma tia muito especial, irmã da minha mãe. Ela, muito mais que eu, é a simplicidade em pessoa. E amo ir na casa dela, pois lá sempre tem aquele angu de fubá delicioso, com o milho colhido por ela mesma. E o café? nem se fala, hummmmmmmm ela torra e mói o próprio café, acreditam? E ela não mora na roça não! Ela mora na cidade, porém não perdeu suas raízes. Ela tem uma horta linda, sempre tem milho, pra gente comer assado no fogão de lenha, ou fazer aquela "papa" (chamamos o curau assim rs). Lá tem amendoim e ela faz uma paçoca, socada no pilão, que é divinaaaaaa... e tá chegando a época da paçoca. Toda semana santa tem. Vocês não imaginam o quanto é boa essa paçoca. Ela soca item por item no pilão de madeira. Ahhhhh que delicia...
E dessa simplicidade que eu gosto, e essa raiz que vem dos meus ancestrais que eu não gostaria que meu filho viesse a perder nunca.
Como é bom ser simples assim!
Felicidade é isso, embora muitas vezes a busquemos em outras coisas. E pior, muitas vezes acreditamos que a nossa felicidade está ligada ou vinculada a determinada pessoa... Verdadeiro engano. Nossa felicidade depende muito mais de nós mesmos, depende de fazermos as escolhas certas.
E todo esse blá.blá.blá e pra falar exatamente dessa"raiz". E da qual estamos nos distanciando a cada dia. Os tempos modernos são bons, por outro lado os tempos arcaicos são saudosos e valiosos.
Sabemos que rraiz é a parte da planta que a fixa ao solo, e também é por onde a seiva que a alimenta penetra, não é mesmo? Penso que somos assim como a planta: Se perdermos essa "raiz" murcharemos e pereceremos.
Jesus em toda sua sabedoria já ensinava por parábolas assim: "Toda planta que é arrancada de sua raiz morre!"
A minha raiz vem primeiro do meu Criador e segundo de meus progenitores, e procuro não perde-la. E a sua querido leitor, de onde vem?
Minha querida tia se chama Nilcéia mas a chamamos de "tia Céia".




Milharal, asado, cozido ou papa(curau) ai ai muito bommmm




apresento-lhes a dona couve

Pé de feijão... milho

O milharal... hummmmmm

maravilha entre os pés de chuchu e cana

Uma linada papoula, também chamada de "graxa"

Maravilhas coloridas entre as verduras

Uma singela rosa mariquinha (chamamos assim aqui)



Eu varredndo e o Lucas fazendo artes rs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics