quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Desiludida

No rosto triste dela,
Existe uma solidão imensa.
E mesmo sem ser bela,
Ela ainda pensa:
No amor que viu somente da "sua" janela.
 e que a deixou muito tensa.
Queria tanto compreender,
Esse amor que a fez sofrer.
Seu sorriso se escondeu,
E em seu lugar, só um triste olhar.
Seu rosto entristeceu,
E nele para sempre o pranto irá rolar.
De saudades do que perdeu,
E sozinha sempre vai estar.
E ninguém a consolará,
Nem mesmo as noites de luar,
Que no seu sombrio céu continuará...
Seguirá pra sempre nua,
Sem nenhum sentimento ter
E amará somente a lua,
Onde o amor consegue se reter.
E mesmo quando sente saudades tuas,
Ele lá consegue sobreviver.
E nem toda maldade do mundo,
O fará ser menos fecundo...



Um comentário:

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics