domingo, 13 de junho de 2010

Gosto de Mato- Poesias

Nasceu o dia, que alegria!
Os passaredos nos arvoredos.
Anunciando a “Ave-Maria”.
Todas as flores com seus coloridos,
Dizendo: “Que lindo, o dia vem vindo!”
Com as belas cores do alvorecer.
A rola que turturina lá na campina
me faz menina, outra vez.
E o frescor desse amanhecer
me deixa alegre, me encanta e faz reviver.
E aquela saudade, lá do meu campo,
Que aqui na cidade eu choro tanto.
Sem poder acreditar que o meu lugar
Não é mais lá, e de novo vou chorar.
Quantas saudades do vilarejo,
Onde eu vivia e sempre sorria.
Tudo era lindo, o campo florido,
A paz e o sossego, os meus brinquedos.
Pique de esconde, salada mista,
Roda, cantigas e as amigas.
O meu colégio e os professores,
O pingue-pongue, era recreio.
A vida ia e eu nem percebia,
Que era tão feliz!
Como era lindo o meu domingo!
Só no açude, paquera e chope.
E no sábado o namorado eu esperava,
Meus olhos brilhavam.
As pernas bambeavam, o mundo rodava.
Enquanto eu sonhava,
E feliz sempre estava.
Hoje já não ouço as melodias,
E a tristeza dói de mais.
No fim do dia tudo podia
Voltar atrás e me fazer sorrir.
Mesmo que fosse só um momento,
E que no pensamento,
Ou no fim da jornada,
Eu pudesse morrer em paz!



Foto: Lya Lukka

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Será um grande prazer saber sua opinião, ler seus comentários. Sinta-se em casa, arraste a cadeira e tome um café com poesia, que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics